Sobre

Nasci, cresci e vivo em São Paulo. Do tipo de menina criada pela avó, que acredita que tudo se resolve numa bela panela de brigadeiro. Tá bom, nem tudo. Mas me fazem muita falta as tarde de brigadeiro e colo de vó.

Adolescente, sonhava em ser jornalista, só acreditava no amor platônico e vivia o meu “Fantástico mundo Bob”, planejando cada passo da futura vida adulta.

A vida me levou por caminhos bem diferentes dos que eu sonhava até então. Fim do colégio, tinha que entrar na faculdade ou você já era um jovem fracassado. Me meti num curso de enfermagem, achava que era um bom jeito de conseguir trabalho pra pagar os estudos. Numa onda de maria-vai-com-as-outras eu inventei que queria cursar Nutrição. Uma amiga da época ia, então sei lá como, achei que era isso pra mim também.

Trabalhei numa loja do tipo fotótica, e me apaixonei pela fotografia. Me lembro do quanto amei operar aquela máquina e revelar fotos, e mais ainda, os momentos em que pudemos brincar no mini estúdio. Mas eu gostava mesmo era de ajudar os clientes a escolherem armações de óculos. Nem eu me lembrava mais disso, e hoje vejo que faz todo sentido.

Durou pouco e logo acabei enfiada no primeiro escritório: contabilidade. Depois desse veio outro, com uma atividade administrativa mais generalista. Mas o financeiro já começou a me rodear. No fim das contas me meti em outro trabalho totalmente focado em finanças e fui parar na faculdade de Administração.

Vida vai, trabalho vem, fim da graduação e a vontade de estudar outras coisas me pegou. Em meio a muita pesquisa, inventei que queria estudar maquiagem. Hoje eu sei que esse desejo não veio do além. Fui revendedora de cosméticos, mais de uma vez, maquiei amigas, fazia umas escovas de vez em quando. Mas é engraçado como algumas fases da nossa vida caem num limbo da memória e você simplesmente esquece que aconteceu.

No fundo acredito que esse desejo secreto já existia há muito tempo! Tanto é que foi amor à primeira aula. Um curso, umas especializações, curso de penteado, design de sobrancelhas (afinal eu não podia mais ficar com a minha toda cagada…) e eu fui me encantando cada vez mais.  De repente começaram os trabalhos, e era incrível estar naquele universo.

Eu comecei a querer mais. Pensava em estudar visagismo, e de repente ano passado minha melhor amiga me indicou uma formação em Consultoria de Imagem toda voltada pro rosto, e cheia de informações e ferramentas visagistas. Eu fui, afinal queria me especializar mais e  fazer a tão sonhada transição de carreira chutar balde. Eu tava mesmo era cansada daquele ciclo e queria mesmo é viver de beleza.

Me encantei com esse lado da imagem também. Passei pelo processo como cliente, já que tava enjoada da minha própria cara a ponto de não querer me olhar no espelho (quem nunca?). E resolvi que essa seria mais uma frente de trabalho. Afinal imagem e beleza andam juntinhas, de mãos dadas.

Engraçado como a força da nossa vontade dá aquele empurrão né? É nada! É energia mesmo. Nosso pensamento tem poder. Hoje vivo a oportunidade de trabalhar com o que realmente gosto e do meu jeito. Tem seus altos e baixos, como todo trabalho autônomo, mas tem satisfação e amor pelo ofício de montão.

E pra matar a vontade da Thaís adolescente que acabou abandonando o jornalismo, o caderno de versos e todos os textos que escrevia, decidi criar esse espaço que, eu já sei, ninguém vai ler, mas vai me reconectar com mais uma parte de mim que ficou perdida no passado. Afinal de contas, é se (re)conectando que a gente se (re)conhece.

Se um dia alguém chegar a ler tudo isso, seja bem vindo a este universo quase paralelo de tão solitário que é este blog.

a36ef049-852b-4766-af52-71e32604a87b
Lucy, vira-lata danada e minha fiel companheira

 

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: